sábado, 30 de abril de 2011


CONCEITO DE COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL


Figura: Cronograma de comunicação organizacional integrada. Fonte: Kunsch, 1997.
 "Independentes, as organizações têm de comunicar entre si. O sistema Organizacional se viabiliza graças ao sistema de comunicação nela existente, que permitirá sua continua realimentação e sobrevivência, caso contrário, entrara em um processo de entropia e morte, Daí a imprescindibilidade da comunicação para uma organização social".  Margarida Kunsch.

 Segundo Kunsch, a comunicação organizacional é a junção da comunicação institucional, mercadológica, interna e administrativa que interagem para o bom funcionamento de uma organização pública ou privada.
 A comunicação organizacional ocorre através da relação entre indivíduos, departamentos, unidades e organizações, causando efeitos como um todo, atingindo diretamente ou indiretamente a organização onde ocorre.
 O processo de comunicação possui os elementos básicos: fonte, codificador, canal mensagem, decodificador e receptor. Sendo assim se torna importante a forma de se comunicar e como transmitir a mensagem desejada, pois, segundo Hall, as relações sociais que ocorrem no processo de comunicação estão susceptíveis a choque de entendimento, onde a mensagem e a interpretação da mesma podem ser afetadas.
Scroferneker descreve três modelos de comunicação organizacional:
- A comunicação tradicional: onde a comunicação pode ser medida, padronizada e classificada.
- A comunicação interpretativa: onde as organizações são vistas como cultura e espaço de negociação das transações e discursos coletivo. Através da comunicação se constrói a idéia da realidade organizacional.
- A perspectiva crítica: onde a organização é vista como espaço de opressão e a comunicação é tomada como um objeto de dominação.

Em uma organização cada setor contribui para o bom funcionamento da mesma, sendo necessário um bom modelo organizacional para o sucesso de todos.


Bibliografia:
Planejamento de relações públicas na comunicação integrada, por  Margarida Kunsch.
O diálogo possível: comunicação organizacional e paradgima da complexidade, Scrofernerker.
UNIrevista - Vol. 1, n° 3 -Comunicação, linguagem e comunicação organizacional,Celsi Brönstrup Silvestrin. (julho 2006)
Gestão da Comunicação Organizacional. Conhecendo as ferramentas e suas aplicabilidades / Cavalcante, Shirley Maria. João Pessoa, 2008.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário